quarta-feira, 22 de setembro de 2010

azul.


O vento brincava entre os espaços vazios do meu cabelo. E eu olhava-o como um louco que soprava em olhos que, no fundo, eram os meus. O vidro aberto pintava uma estrada a passar demasiado depressa, a uma velocidade que desfocava os mais próximos elementos da paisagem que se torna o horizonte alentejano.
Olho o céu esbranquiçado por nuvens com elevado grau de transparência. Olho o infinito azul:

- O que seria de nós se todas as histórias de infância nos tivessem sido contadas de trás para a frente?
- O que seria? Seria algo bem mais fácil!

7 comentários:

  1. uma volta, duas voltas, três voltas, quatro voltas e parei.
    um número par de voltas faz-nos sempre voltar ao mesmo sitio.
    então cá estou, de volta!

    eco

    ResponderEliminar
  2. Pois bem:

    não seria azul?

    Saudações poéticas

    ResponderEliminar
  3. Seria azul, verde, lilás
    seria um tempo de "era uma vez"...
    que ficava em gira-cores
    e ecos de muitos amores :)

    beijinho com semana de luz

    ResponderEliminar
  4. E ainda bem que voltas-te...

    Se não nos tivessem contado se calhar mas só se calhar era mais fácil não acreditarmos em contos de fadas!

    ResponderEliminar
  5. Olá! Belo conto.Saudosa infância que nos faz
    reviver bons tempos, e oolhar o céu azul.
    Ecos da poesia e dos contos,nós passamos a infância acreditando sempre o que ouvimos,
    não o que vimos.Bons tempos das histórinhas
    e da meiguice de uma criança.
    Adorei seu conto.
    Bjs e uma Feliz Semana

    ResponderEliminar
  6. O vento é um doce malandro...
    o que seria de nós se as histórinhas fossem contadas de trás para a frente eramos pessoas menos sonhadoras, com um baixo nivel sob a palavra acreditar e isso não é bom... é preciso cair, esmurrar os joelhos acreditar que não vamos voltar a cair que o principe vai aparecer e que vamos ser felizes para sempre... afinal o sonho comanda a vida...

    beijos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Seria azul sobre ouro.
    Sonho elevado ao infinito.

    :)

    ResponderEliminar