terça-feira, 27 de setembro de 2011

mais vazios.

"Quanto mais existes mais a vida se baralha"



Não sou fácil de ser.
Esse é o maior problema de todos.

Gostaria de não ser de uma forma tão concentrada. Gostaria de ser menos.
O sol nasce. Eu ponho-me.
Um dia serei menos. Nesse dia serei igual à calçada que piso.
Talvez assim a felicidade apática me premeie com a sua presença.

1 comentário:

  1. O pessimismo também é muito comum nos poetas...

    Saudações poéticas

    ResponderEliminar